Orlando de Oliveira Vaz Filho

Naturalidade: Belo Horizonte – Minas Gerais
Data de nascimento: 29 de agosto de 1935
Casado com Maria Isabel Vianna de Oliveira Vaz, 3 filhos.
Filiação: Orlando de Oliveira Vaz e Maria Luiza Mascarenhas Vaz

FORMAÇÃO ESCOLAR

– Curso primário (antiga denominação) – de 1a à 4a séries Escola de Aperfeiçoamento de Belo Horizonte.
– Curso ginasial (antiga denominação) – de 5a à 8a séries Colégio Anchieta.
– Curso clássico (antiga denominação) – de 1a à 3a séries – 2° grau Colégio Municipal de Belo Horizonte.
– Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da UFMG – 1963.
– Terceiranista da Faculdade de Filosofia da UFMG – Curso de Ciências Sociais – Especialização em Ciência Política.
Observação: Curso Superior não concluído.

ATIVIDADES DE MAGISTÉRIO

– Professor de Língua Francesa – Colégio Leonel Franca – Belo Horizonte.
– Professor de Organização Social e Política Brasileira – Colégio Municipal de Belo Horizonte (Marconi e São Cristóvão) – 1965.
– Professor de Instituições do Direito Público – Faculdade de Direito e Ciências Econômicas da Universidade de Uberlândia.
– Membro da Congregação Faculdade de Ciências Administrativas da UNA – Belo Horizonte.
– Professor-examinador da Universidade de Paris – 1970 – Concurso do Professor Bemard Roussey – Paris.

DISTINÇÕES ACADÊMICAS

– Orador da turma do colégio Anchieta – Curso ginasial (antiga denominação) – 1953.
– Orador de turma do Colégio Municipal – Curso clássico (antiga denominação) – 1956.
– Fundador e Diretor-Geral do jornal Vanguarda Estudantil.
– Órgão oficial do Diretório Estudantil do Colégio Municipal – Belo Horizonte – 1954.
– Presidente do Diretório Estudantil do Colégio Municipal Gestão 1955/1956.

Vencedor do Concurso Nacional de Oratória de 1954, no Rio de Janeiro, representando Minas Gerais, sob o patrocínio da União Brasileira dos Estudantes Secundários (UBES), em que concorreram representantes de 15 outros Estados do Brasil.

Presidente do VII Congresso Nacional dos Estudantes Secundários, realizado em Porto Alegre, em julho de 1956.

CARGOS PÚBLICOS E POLÍTICOS OCUPADOS

– Deputado à Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, legislatura de 1963/1967, exercício como suplente.
– Presidente da União Democrática Nacional de Belo Horizonte, Partido político extinto;
– Membro efetivo do Diretório Regional da União Democrática Nacional, Diretório Regional de Minas Gerais;
– Secretário Geral da União Democrática Nacional de Belo Horizonte;
– Diretor da Casa do Brasil na Cidade Internacional da Universidade de Paris;
– Secretário de Educação de Belo Horizonte – 1975 – 1977;
– Advogado da Caixa Económica Federal – 1964 – 1989;
– Diretor-Presidente da empresa “Aguas Minerais de Minas Gerais – HIDROMINAS, período de 1979 a 1982;
– Membro do Conselho Superior do Instituto dos Advogados de Minas Gerais;
– Membro do Conselho Diretor do Centro Jurídico Brasileiro;

ESTUDOS, PESQUISAS, ARTIGOS, MONOGRAFIAS E LIVROS

– Otávio Mangabeira, trajetória de uma consciência.
– O desafio do mercado externo.
– Trading, alavanca do progresso.
– Minas no quadro da exportação.
– Tecnologia da exportação.
– Filosofia para o comércio externo.
– Porta Africana oara o Brasil.
– Uma associação nígero-brasileira.
– Saldo na África do Sul.
– Entre o Saara e a Europa.
– Perspectivas comerciais com o Senegal.
– Por um projeto luso-brasileiro.
– Bancos mineiros examinam a constituição de tradings.
– Exportar, o tema atual.
– Diretrizes de um Plano Educacional.
– Escolas para educar melhor.
– No tempo dos meus 18 anos.
– Milton Campos sempre lembrado.
– Pedro Aleixo: um nome na história.
– Milton Campos: um nome, uma escola.
– Em favor da criança pré-escolar.
– José Maria Alkmin, nova escola.
– Visão Política da Educação, livro editado por Vega, 1977.
– Impugnação de Mandato Eletivo, monografia, Editora Dei Rey, 1996, p. 343 a 367;
– O pensamento de Milton Campos como governador de Minas, de 19 de março de 1947 a 31 de janeiro de 1951, orador da solenidade da Faculdade de Direito da U.F.M.G. em comemoração ao centenário de nascimento de Milton Campos, Revista do Instituto dos Advogados de Minas Gerais, p. 357 a 394;

PARTICIPAÇÃO EM COMISSÕES TÉCNICAS

– Presidente da Comissão Técnica do I Encontro Nacional dos Exportadores – Rio de Janeiro (novembro de 1972);
– Presidente da Comissão de Comércio Exterior da Associação Comercial de Minas Gerais.

RESIDÊNCIA NO EXTERIOR E VIAGENS

– De 1969 a 1971 – Paris, França (residência), Espanha, Itália, Suiça, Áustria, Luxemburgo, Inglaterra, Holanda, Portugal.
– 1976 – Peru, Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai.
– 1979 – Europa.
– 1986 – Fevereiro a abril, Europa, viagens de estudos e pesquisas.

CONDECORAÇÕES E MEDALHAS

– Diploma da Medalha do Mérito Educacional “Helena Antipoff”.
– Medalha de bronze Santos Dumont.
– Medalha de prata Santos Dumont.
– Medalha de ouro Santos Dumont.
– Medalha de Honra da Inconfidência Mineira.

ATIVIDADES PROFISSIONAIS DA ADVOCACIA

– Advogado no Foro de Belo Horizonte e do Interior de Minas Gerais;
– Advogado no Tribunal de Alçada de Minas Gerais;
– Advogado no Tribunal de Justiça de Minas Gerais;
– Advogado no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais;
– Advogado na Justiça Federal de Belo Horizonte;
– Advogado na Justiça Federal de Brasília;
– Advogado no Tribunal Regional Federal da 1a Região – Brasília;
– Advogado no Superior Tribunal de Justiça;
– Advogado no Supremo Tribunal Federal.

Cadeira 34

Patrono
Thomaz Gonzaga (1744–1810)
Fundador
Mendes de Oliveira (1879–1918)
1º Sucessor
Noraldino Lima (1885–1951)
2º Sucessor
Nilo Aparecida (1914–1974)
3º Sucessor
Juscelino Kubistschek (1902–1976)
4º Sucessor
Affonso Arinos (1905–1990)
5º Sucessor
Gerson de Britto Boson (1914–2001)
6º Sucessor
Orlando Vaz Filho (1935)